Buscar
  • Natacha Oliveira

Você sabe o que é ageísmo ou idadismo?


A expectativa de vida no Brasil, segundo os dados do IBGE é de 76, 3 anos,

sendo que mulheres são mais longevas que homens. O envelhecimento populacional é

uma conquista. Ele foi um processo mais longo em países desenvolvidos, porém não

houve o tempo para uma preparação em países como o nosso. Além disso, apesar dos

avanços da tecnologia e pesquisas em saúde, a discriminação por idade- ageísmo ou

idadismo, é real.

O termo foi nomeado pelo médico, gerontologista e psiquiatra, Robert Neil

Butler. A pergunta que devemos fazer é: Em que momento perdemos a nossa empatia?

A voz da pessoa idosa tem sido silenciada na nossa sociedade. Se antes o idoso era visto

por muitos como um símbolo de experiência e sabedoria, hoje alguns jovens acreditam

que por dominar tecnologia não precisam ouvir, compartilhar momentos com eles

(intergeracionalidade) e há os que culpam os idosos do impacto econômico.

Muitas vezes quando vemos uma rede social de um(a) idoso(a) ativo(a),

produtivo(a), bem humorado(a), independente e autônomo achamos que é algo fora do

normal ao invés de ser motivo de inspiração e orgulho porque este é nosso objetivo. Isto

é o resultado do empenho de pesquisadores, estudantes e profissionais que trabalham

com envelhecimento - envelhecimento ativo, com dignidade e funcionalidade

(autonomia e independência).

Um medo que é comum entre algumas mulheres é o do corpo envelhecido. Já

pararam para imaginar como mulheres idosas sofrem duplo preconceito? Se assumir e

viver de forma plena o processo de envelhecimento deveria ser algo natural. No entanto,

atualmente é socialmente inaceitável para algumas mulheres, existe uma sensação de

não pertencimento, isso sem contar as competições. Vide o avanço de cosméticos anti-

aging. Em muitos casos o objetivo não é você se sentir bem e sim você não parecer que

está envelhecendo. Percebem a mudança de valores e a negação?

Por que será que procuramos este tipo de solução milagrosa ao invés de

tentarmos cuidar da nossa saúde mental, física e espirtual? Por que é tão difícil aceitar

este processo natural da vida ao invés de tentar fugir dele? Acolher com compaixão e

comemorar porque que não chegar até ele significa que a pessoa faleceu.

Outra informação importante é que as pessoas acham que envelhecem somente

após os 60 anos ou somente quando sentem dores, percebem limitações físicas ou

cognitivas. No entanto, a verdade é que envelhecemos assim que nascemos. Por volta

dos 20 -30 anos atingimos o ápice da maturação dos nossos sistemas, e a partir daí

começam os declínios fisiológicos e funcionais. Enquanto está lendo este texto, você

está envelhecendo. Mas isso não é uma sentença! Você pode e as pesquisas

recomendam a prática de exercícios físicos (Profissional de educação física) e/ou

exercícios terapêuticos (Fisioterapeuta) o quanto antes, mas se você só tomar

consciência após os 60 anos, as pesquisas mostram que ainda assim você pode se

beneficiar com a prática, tanto para sua saúde física como sua saúde mental.



Principais frases preconceituosas:


- Envelheceu voltou a ser criança;

- Idoso não tem vida sexual;

- Sua idade não te permite;

- Homossexual depois dos 60 anos?;

- Esta roupa é para jovem;

- Idosos só podem fazer exercícios levinhos;

- Vai jogar baralho na praça;

- Todo idoso vai ter Alzheimer;

- Sra. Fulaninha, vamos colocar a roupinha e comer a comidinha?;

- Nossa... com esta teimosia, a fulana parece velho(a);

- Todo idoso é rabugento;

- Empreender nesta idade?;

- Ela está namorando com esta idade?;

- Todo idoso cai;

-Todo idoso é fofinho.


Por uma vida digna, com respeito, informação para idosos, saúde e para nosso

processo de envelhecimento.




35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mudar