Buscar
  • Miriam Rosa

E agora Maria?





Maria parabéns, você sobreviveu a adolescência querida! Sobreviveu à imposição dos

padrões estéticos, sobreviveu aos alisamentos e chapinhas. Parabéns.

E movida por sonhos e bons ventos decidiu continuar. Guerreira hein! Lá foi você rumo

ao ensino superior, sobreviver como uma ilha no meio de um mar de gente branca! Lutando

com poucos recursos, foi lá contrariar as estatísticas. Ô peso pesado esse da base da pirâmide social! Parabéns Maria, parabéns.

A essa altura do campeonato você, como uma boa Yabá, levantava a espada contra a

naturalização da inferioridade, desferindo golpes no sistema que queria te subalternizar. Isso

aí Maria! Pau neles!

Quem diria hein Maria... Mestrado, doutorado... linda trajetória. Quero aqui te fazer

alguns alertas: Maria; o perigo mora ao lado, mas também mora dentro. O perigo de fora é um velho conhecido, atualizado no nosso dia a dia, aquele que incessantemente questiona suas competências e desavergonhadamente achata seu salário. Quero conversar sobre os perigos de dentro. Sabe aquela coisa das ciladas do inconsciente? Pois é... A alma humana tem muitos labirintos, atenção pra não se perder. É possível Maria que se destacar também te traga alguma dor. Não se assuste. Lide com elas. Seu passado Maria é resistência e isso traz musculatura psíquica pra hostilidades, se elas vierem. Há também o sedução do

embranquecimento como se você fosse uma “pretinha diferente”. Ah! Cuidado! Lembra da

raiz, da raiz. Por outro lado, já aviso a culpa também é armadilha. Acredite é mais comum do

que se pensa sentir culpa pelos sucessos. Algum dia vc poderá sentir um sentimento estranho de traição, como se tivesse voltado as costas para os seus. Rearranje isso dentro de você lembrando que se a humilhação social, como diz Gonçalves Filho atravessa gerações, atingindo os antepassados e rebaixando os que virão, a honra de suas conquistas também pode eleva-los e lhes dirá, de alguma forma, que a luta não foi vã.

E Maria, se cuida! Fica esperta com a armadilha de provar incessantemente sua

competência. Há pressão mais do que suficiente sobre você. Seu valor já foi provado. Vá ao

cardiologista, ao ginecologista, ao psicanalista, ao massagista, ao cabeleireiro afro. Se cuida

Maria, porque se você sucumbir perdemos todos. O seu amor aos outros nunca deve

sobrepujar o seu próprio. Lembra do Itan de Oxum: “A Oxum perguntei onde encontrar o amor verdadeiro. E Oxum me respondeu: olhando sempre para o espelho”.

E Maria, Aquilombe-se! Nunca se isole. Isso garantirá boa parte da sua saúde. Lembra

do Ubuntu? Eu sou porque somos? Isso sim é sabedoria ancestral!

E agora Maria ? Olha, ofereço a você uma imagem como âncora : uma árvore grande

de raízes poderosas e galhos grossos e frondosos. Lance suas raízes cada vez mais profundo e aproprie-se da sua terra e expanda seus galhos num gostoso aquilombamento. Virão

certamente frutos que farão a diferença.






22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mudar