Buscar
  • Viviane Lopes

Atividade física e depressão

A melhora da autoestima é um dos benefícios psicológicos proporcionado pela atividade física regular. Quando você se exercita, seu corpo libera substâncias químicas chamadas endorfinas. Essas endorfinas interagem com receptores no cérebro que reduzem a percepção da dor. As endorfinas também provocam uma sensação positiva no corpo, semelhante à da morfina (sem causar dependência).

Por exemplo, a sensação que se segue a uma corrida ou treino é muitas vezes descrita como "eufórica". Portanto, tendo uma visão energizante da vida, as endorfinas atuam como analgésicos, o que significa que diminuem a percepção da dor, além de ter um efeito semelhante aos sedativos.

Está provado que a prática regular do exercício reduz o estresse, diminui a ansiedade e os sentimentos de depressão, aumenta a autoestima, melhorara a qualidade do sono, entre outros. Vou dar alguns exemplos de exercícios moderados que podem ajudar com a depressão: andar de bicicleta, dançar e correr em ritmo calmo e moderado, aeróbica de baixo impacto, jogar tênis, natação, caminhadas.


Assim como um forte apoio social é importante para quem tem depressão, participar de uma aula de ginástica pode ser benéfico ou praticar exercícios com um amigo próximo ou seu parceiro (a). Ao fazer isso, você se beneficiará da atividade física e do conforto emocional, sentindo o acolhimento das pessoas, o que é fundamental nesse momento.

Para você que está próximo de alguém passando por depressão e percebe que essa pessoa não consegue decidir sozinha, faça um planejamento de atividades simples para fazer com ela. Antes de começar um programa de exercícios que ajudam no tratamento de depressão, aqui estão algumas perguntas que você deve considerar: Quais atividades físicas eu gosto? Eu prefiro atividades em grupo ou individuais? Qual o horário me agrada mais?Tenho condições físicas que limitam minha escolha de exercícios? Que objetivos tenho em mente? Por exemplo: perda de peso, fortalecimento dos músculos, melhoria da flexibilidade, melhora do humor, socializar, recarregar as energias?

Tente se exercitar pelo menos 20 a 30 minutos, três vezes por semana. Estudos indicam que o melhor é fazer exercícios quatro ou cinco vezes por semana.

Ao iniciar seu programa de exercícios pela primeira vez, você deve planejar uma rotina que seja fácil de seguir e manter. Quando você começar a se sentir confortável com sua rotina, poderá começar a variar os horários e atividades dos exercícios. Aqui estão algumas dicas para ajudar você a começar: O exercício deve ser divertido e agradável. Coloque sua rotina de exercícios em sua programação. Se você precisar ser lembrado, coloque um lembrete no celular. Variedade é o tempero da vida. Certifique-se de variar seus exercícios para não ficar entediado. Pense nisso. Se você se exercitar regularmente, logo, logo, esse hábito saudável se tornará parte da sua vida.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mudar